4 de jan de 2005

The Day After

Depois de um exagero de comida, de álcool e de cigarros, cá estou eu novamente. Fim de ano é época de exageros mesmo. A gente quer compensar tudo pra começar o ano com o saldo de "eu sou um lixão" positivo. Que pra garantir que em 2005, a fartura de coisas boas da vida continue.
E meu reveillon como foi? Oras, eu bebi muito whisky. Muito mesmo. Mas tomei um ENGOV antes, então não fui prejudicada depois. (ENGOV funciona mesmo, no dia seguinte você acorda bem, sem o cabeção bombando e aquela vontade de ficar inerte deitado na cama, eu recomendo, apesar de parecer coisa de tiozão que vai em churrascaria).

A festa? Bom, quando se está breaco de whisky, é fácil conversar com qualquer um. Então, eu fiquei super amiga de pessoas que eu não sei o nome. Mas, é fim de ano, é festa, é confraternização, é lobotomia álcoolica. VIVA!

Agora que o ano começou, não de verdade obviamente, a gente entra no clima carnaval. Como todo bom vagabundão brasileiro, já assistimos a vinheta de carnaval da Globo e começamos a pensar: O que vou fazer na festividade da carne e lantejoulas? AAO MEU POVO DE VILA ISABELLLLLL, VAMO AE MINHA GENTEEEEEEEEEEEE....é pra casa do caralho que a gente vai.

Eu estou desempregadinha, portanto, acho que o carnaval eu vou é pular na cama mesmo.

No meu segundo dia de desemprego, em casa sozinha, eu fico vagando...Por isso eu criei o...

SARAH'S UNNIMPLOYMENT KIT:

- Muitos Marlboros: Essenciais para os momentos de divagação profunda "o que eu vou fazer da minha vida?" Se você não fuma, este é o melhor momento para começar.

- Play Station 2: Jogos razoavelmente longos. Ou que requerem alguma prática muito bem arquitetada para realizar high scores. Quem sabe simplesmente um joguinho de luta, para fazer de conta que estamos realmente espancando alguém. Play Station é a meca dos inúteis.

- DVDs de seriados: É, você pode finalmente assistir Sex In The City em uma semana, sem dormir obviamente. Simpsons já requer alguns meses, mas se sua perspectiva de resolver a vida é bem baixa, até que dá pra pensar...

- Livros: Quais você possa ler em pedaços e esquecer tudo amanhã pra ter que começar a ler tudo de novo. Você tem o tempo que quiser para reler a mesma página 15 vezes e se dar ao luxo de não ter entendido porrra nenhuma.

- The Sims para PC: Já que você não trabalha, pode fazer seu personagem trabalhar e ganhar dinheiro. Comprar uma TV maior, redecorar a sala, dar uma festa. E sentir que assim está conquistando alguma coisa, mesmo que para um personagem feito em pixels e que demonstra seus sentimentos com sinais de adição ou subtração.

- Xícara plástica: Sim, ao vagar pela casa inutilmente, você adota como sua melhor companheira um singela xícara plástica, que pode conter água, suco, refrigerante, chá para os dias frios ou somente vodka para os momentos deseperantes "meu futuro é morrer de cirrose e desempregada".

- Telefone celular: Para aguardar algum telefonema importante de um amigo igualmente inútil procurando alguma coisa para fazer. E quem sabe até, receber uma oferta de trabalho!

Claro que eu estou brincando. A partir de amanhã eu vou sair por aí atrás de emprego. Ou, pensando melhor, semana que vem tá bom né? Dar uma vagabundada ajuda a clarear as idéias. Acabei de ver isso no Discovery Channel. Inutilidade cria um vácuo cerebral que pode trazer à tona alguma idéia que revolucionará o mundo, e estava ali perdida na sua cabeça enquanto você só pensava em ganhar dinheiro! Issac Newton descobriu a gravidade dormindo embaixo de uma árvore!

Até mais.