26 de out de 2006

Power, corruption and lies

Apesar do título do post, não vou falar de New Order meus amores. (Que mania de falar com meus leitores não? Acho todos uns fofos. Bem nem todos né, porque talvez eu não conheça você. E até onde eu sei, você aí do outro lado pode ser um psicopata que mora nas montanhas, se veste com peles de animais mortos e dança pelado em noite de lua cheia. Whatever. Você é fofo também viu?)

Bom, então. Estava pensando em como as pessoas ainda insistem com essa mania de "humildade é uma dádiva". Que coisa mais sem graça. Ser humilde nem sempre é bacana. Na verdade, ser humilde é quase uma desgraça. A ambição é muito mais importante que a humildade. Considero que em geral, a civilização hoje em dia tem entendido a ambição uma coisa feia, muito feia, boba e blé (mostra a língua). Querer ter sucesso e grana, trabalhar para alcançar isso, parece que está errado. O bonito é ser simples, básico, "umirde". Cinza e bege! Sim, isso eu acho tão sem graça que considero uma combinação cinza e bege.

Fútil, capitalista voraz, elite branca, burguês. Quer mais nomes? É o que não falta. Meu bem, você sonha em ter uma Lamborghini? Se tivesse grana suficiente teria uma? E aí, ia se sentir culpado porque tem uma menina sem dente, suja, fedida e descabelada pedindo dinheiro no farol? Ou você ia dar o dinheiro da sua Lamborghini para a menina tomar um banho e ir estudar? Arrã. Me diz, você "quer fazer sua parte para um mundo melhor"?

Me poupem. Esses sentimentos sinceros de salvação do mundo me irritam. Todo mundo fica se sentindo culpado por tudo que há de podre. "Ai zenti, que cruel, eu aqui comprando um sapato de 400 reais enquanto uma velha pobre não tem dinheiro pra comprar o remédio pra diabetessss". Sabe? Ninguém está sendo sincero. Not really. Você é obrigado a se sentir assim. Isso amore, é preguiça de pensar racionalmente.

Você tem que parar de pensar coletivamente. Pense individualmente. Tá eu sei, parece difícil e "oh sem coração" mas fofo, vem cá, até quando você vai sonhar que todo mundo é lindo e o povo só precisa se conscientizar disso? As pessoas não são lindas. São somente pessoas, seres humanos como você. Não são bichinhos desafortunados que precisam de ração e abrigo, carinho e amor. São, antes de tudo, pessoas. Pare, respire, não me atire pedras (ainda).

O que acontece na cabeça de todo mundo é uma grande propaganda do "criança esperança". Você só está enxergando as pessoas como cachorros. Bichinhos de estimação, que não pensam, só sentem frio e fome. Inclusive, os tais "necessitados" vão se sentir como animais domésticos sempre. Isso sim é injusto. Injusto não é passar fome, ou passar por um mendigo na rua e fingir que não viu. Injusto, amiguinhos e amiguinhas, é achar que ele é um animalzinho irracional. Não é não.

Esqueceu que você é um Homo-sapiens? Vamos lá. Você pensa, o mendigão pensa, a menina suja e desdentada pensa também. Oh que descoberta! Você sente fome, sede, frio e calor? Bichos também. Qual o seu diferencial? Polegar opositor? Pare de aceitar que você é um macaquinho esperto. Chérie, você pensa, racionaliza, entende, constrói e desconstrói. Não é mais seu polegar opositor que faz isso. É você. E você não pode e não deve fazer isso pelos outros.

Talvez agora você me veja com outros olhos. Piores provavelmente. Mas olha, eu considero que sou corajosa em pensar assim. Eu desafio os conceitos tão comuns, que estão impregnados nas cabeçolas à minha volta.

Ah sim, last, but not least. Demorei a enxergar assim. Como muitos, eu achava que podia salvar o mundo sendo boazinha e "umirde". Há anos atrás, se eu lesse isso que escrevi aqui, provavelmente não acreditaria que fui eu.

*É uma pena ver o Lula se aproximar da vitória e não desistir de acreditar na capacidade do ser humano de raciocinar.