22 de dez de 2008

Teatro do sofá

Quando era era criança não podia sair de casa. Meu pai não deixava a gente brincar na rua. Então, eu gostava de entreter meu irmão com coisas bobas para passar o tempo. Eu contava piadas, inventava histórias. Todos meus bichos de pelúcia tinham voz e personalidades próprias. Eu imaginava que enquanto dormíamos eles faziam festas e viajavam para partes diferentes do mundo usando um portal que ficava embaixo da cama. Depois eles contavam as histórias pra gente. Na verdade eu contava as aventuras como se fosse eles.

Minha brincadeira favorita era o "Teatro do Sofá". Eu desenhava rostos na sola dos meus pés , entrava atrás do sofá, colocava os pés pra cima e fazia uma peça com roteiro e tudo. Os pés contavam piadas, histórias, dançavam... Tudo para a platéia de uma pessoa só: meu irmão.


Meu desenho fabulóstico para ilustrar o teatro do sofá. Até onde sei, meus pés são iguais, mas no desenho ficaram um tanto deformados. Muito deformados.

Morro de medo de esquecer essas histórias de infância. Faço uma força enorme para lembrar delas o máximo que puder.