8 de nov de 2005

Don't Panic!

Descer a Avenida Paulista à noite, chovendo, sem guarda-chuva, com um salto alto demais pode ser extremamente prejudicial à saúde. Depois disso se refastelar bebendo 7 ou 8 mojitos (muy buenos) e dançando rockabilly resolve todos os males. É a lei da compensação.

__________________________________________________________

E foi assistindo ao DVD do Guia do Mochileiro das Galáxias que pude conferir como a censura e a imbecilidade são capazes de destruir o texto de um dos melhores escritores de nossa época. Censuraram o que o Guia diz sobre a Terra, e principalmente, censuraram a explicação lógica de Douglas para a não-existência de Deus. Eu estava relutante para ver tal filme, admito, pelo puro medo de ver a coisa deteriorada. E foi o que vi. Uma bagunça com meia dúzia de piadas encaixadas a esmo. Ainda bem que no DVD não tem a narração do José Wilker. Aí seria náusea completa.

Por isso: leiam o livro. Na verdade, leiam tudo o que puderem da série do Guia do Mochileiro das Galáxias. Eu sempre digo: eu nunca ri tanto de um livro em minha vida. Sério. Gargalhadas de encher o olho de lágrimas.
Para inspirar, solto algumas frases célebres de Douglas Adams (que não necessariamente estão no livro).

"Há uma teoria que afirma: se alguém descobrir o motivo pelo qual o universo existe, ele desaperecerá e será substituído por algo inexplicavelmente bizarro. Existe uma outra teoria que afirma que isso já aconteceu".

"A razão pela qual tantos fanáticos religiosos passeiam por aeroportos procurando novos discípulos: eles sabem que ali as pessoas estão perdidas e em seu estado mais vulnerável, prontas para aceitar qualquer tipo de orientação
".

"Seres humanos , que são quase únicos na capacidade de aprender com a experiência de outros, são também notáveis pela incrível falta de vontade de fazer isso".

"Até uma mente cética deve estar preparada para aceitar o inaceitável quando não há mais alternativas. Se, se parece com um pato e grasna como um pato, nós temos que ao menos considerar a possibilidade de termos uma pequena ave aquática da família Anatidae em nossas mãos".

"Um erro comum que as pessoas cometem tentando inventar algo completamente à prova de idiotas é subestimar a ingenuidade de idiotas completos".

"Ele desejou e rezou para que não houvesse um pós-vida. Então ele percebeu que havia uma contradição ali, e resolveu apenas desejar que não houvesse um pós-vida".

Douglas morreu em 2001, de ataque cardíaco, aos 49 anos.