17 de abr de 2006

Brrr...

O frio chegou na capitar. Fui pega de calças curtas. Sim, hoje eu resolvi sair de casa com calças curtas e minhas pernas parecem dois aspargos congelados. Sem contar o casaquinho insosso que eu estou usando. Casaquinho é uma invenção meio cretina, principalmente pelo fato que ele não esquenta. É um casaquinho. Inho.

Apesar de eu ser uma fresca que não gosta nem de frio nem de calor (o mundo devia ter 23ºC sempre), o frio é gostoso em determinados momentos:

Como quando você está sentada embaixo de cobertas fofinhas e cheirosas, tomando alguma coisa alcóolica que aconchega o seu cérebro. Conhaque. Dreher. Desce macio e reanima.

Lareiras, ah sim, o som da madeira estalando, fondue, taças de vinho, aquela luz amarelada, você de pulôver branco com gola rulê e ele, usando um suéter verde com losangos vermelhos...Espera, estou olhando para a capa de um folheto de hotel em Joinville. Ugh.

Fumacinha saindo da boca. Uma das poucas diversões dos povos tropicais que convivem com um certo friozinho. Adoro fumacinha saindo da boca. Exceto quando estou fumando ao ar livre. Assopro a fumaça do cigarro e nunca sei quando ela acaba e quando começa a fumacinha natural. Sempre fico sem fôlego.

Cervejas fortes. Você toma aquela cerveja alemã maravilhosa feita para pessoas que não sentam e pedem alguma coisa "stupidamenth gelaaaaaaada" para beber. Tomar uma pint de guiness tem algo de poético quando está frio.

Chás, caldos, consommés. E sou tão viciada em sopas que tomo no calor e fico suando feito tiozão churrasqueiro. Mesmo escorrendo, eu tomo 3 litros de sopa fervendo. Hidrata e desidrata ao mesmo tempo. Ah, eu e minhas contradições...

Sua maquiagem não derrete, seu desodorante não pede clemência. No frio é mais fácil ficar apresentável. Nada de cara ensebada brilhando feito refletor de caminhão, nada de cheiro acebolado exalando de seus poros.

Gosto da sensação de sentir frio e depois ficar quentinha rápido. Sabe quando você aproxima seus pés petrificados do aquecedor? Ou quando deita na cama depois de ter ligado o secador de cabelo embaixo das cobertas? Mmm...

Mas como ninguém sabe da meteorologia de amanhã, vou aproveitar essa ondinha de frio para tomar um Dreher junto com caldinho de feijão, empilhar cobertas sobre minhas pernas e ainda colocar o cachorro no topo dessa montanha. E fumar na janela para sair fumacinha.

Tudo hoje mesmo.