12 de jun de 2006

Uma bola redonda, esférica e circular

É meu amigo, caso você tenha acabado de sair de um abrigo nuclear ao noroeste do Acre agora há pouco, deve ter notado que a Copa do Mundo já começou. Futebol, Fátima Bernardes, Galvão, "eu sei que vou, vou de jeito que eu sei".

Pois aqui vai a fabulóstica orientação mística e energética de...

POR QUÊ A COPA DO MUNDO DE FUTEBOL É FUNDAMENTAL PARA SUA EXISTÊNCIA
(e mais fundamental ainda que o Brasil vença esta porra senão nóis vai quebrá tudo)

Os jogadores vão ficar mais ricos, e você mais pobre. É a lei da compensação universal. Enquanto um jogador semi-analfabeto, com os dentes tortos e fã do Belo come uma modelo gostosa dentro de uma Ferrari em Mônaco, você com seu diploma de universidade pública come aquela gordota carente que sobrou na festa atrás de uma obra. E ela vomita no seu tênis. E claro, te liga no dia seguinte.

Você pode se orgulhar do seu país. Esfregue na cara dos gringos "Sou brasileiro, com muito orgulho, com muito amoooooooooooor". É Brasil, país do futebol! Nascemos com a bola no pé, só brasileiro tem essa ginga, essa esperteza, essa manha. A tal intimidade com a bola. Tá bem, você não consegue fazer meia embaixada, mal corre cinco metros sem ter uma síncope. Mas porra, é brasileiro, tá no sangue!. Faz goleada em Winning Eleven. Você ainda é bom em pebolim. Ou totó, sei lá como os cariocas chamam isso. Você é um campeão! Pura ginga!
(ginga: palavra que deveria ser extirpada da língua brasileira com um bisturi mal-afiado)

O Lula vai morrer engasgado com um pedaço de linguiça na final do mundial. E o Brasil vai se livrar deste pudim de cachaça dos infernos. Espere, isso não vai acontecer. Mas há uma chance. Vamos torcerBrasil, todos em um só coração!

Você pode beber álcool no meio do expediente. Isso vale 4 anos de espera.

Você finalmente tem a oportunidade de ouvir o hino do Togo. É Togo? Ah, aquele país africano que usa uniforme amarelo e vermelho. Futebol é cultura pura.

Você pode andar pela rua vestindo verde bandeira, amarelo ovo e azul anil sem parecer ridículo. Pode pintar a cara e não se passar por deficiente mental.
(Na minha opinião se alguém faz isso é bem ridículo e claramente tem deficiência mental. Mas sou só eu que pensa assim. Pode sair na rua viu, bonito)

Eu já citei a bebida alcóolica no expediente?

Tem a chance de ver repórteres globais buscando matérias egraçadíssimas envolvendo o esporte. Tipo, o indiozinho jogando com um crânio de macaco. Ou aquele jogador brasileiro comendo o prato típico do país adversário fazendo cara de nojo. Ou a mãe do camisa 10 fazendo feijão. Ha. Ha. ha. Hilário. Hahaha...Não consigo parar de rir até agora...Hahaha...Por favor atire em mim.

Chega. Não aguento mais falar de futebol.
Ah sim: Não se esqueçam de beber no expediente.

Vai lá Brasil. E não volte sem a taça.
(Se não puder trazer uma taça me tragam uma caneca de chopp faz o favor)