12 de set de 2006

Do not compute

Lá está você sentado em sua poltrona massageadora, com encosto ionizado, assistindo sua TV digital de plasma holográfico enquanto saboreia um amendoim. Eis que nota: "A cerveja acabou!". Você aperta um simples botão e aí um robozinho, muito parecido com o R2D2, aparece ao seu lado. Ele abre o barriga, onde se encontra um compartimento refrigerado, pega uma lata gelada de cerveja, serve em uma caneca e entrega para você. Sonho? Episódio do Futurama? Não. Ele existe e está sendo distribuído para 5.000 felizardos no Japão pela companhia de bebidas Asahi.
Aqui está a melhor da tecnologia robótica empregada para o bem-estar humano:

E aqui está o Bender, o Robô que não sabe servir bebidas. Mas bebe como nenhum outro:


Se você não fala inglês (oops) o nome Bender vem da sua ocupação como robô: "To bend" é entortar. Bender trabalhava como entortador de barras de ferro antes de fazer parte da tripulação de uma nave de carga. Quando aproximam um imã perto da cabeça dele, ele entra em pane e começa a cantar músicas folk, tipo Simon and Garfunkel. Para quem assistia Futurama e gostava deste robô alcóolatra, aqui vão algumas de suas grandes colocações:

(Leela fantasia que matou o Professor)
Bender: Não há nada de errado com assassinato, contanto que você deixe o Bender molhar o bico...
Leela: Você está me chantageando?
Bender: Chantagem é uma palavra tão feia. Eu prefiro "extorção". O som do "X" deixa mais bacana.

Bender: Bending é meu nome do meio.
Fry: É mesmo?
Bender: Sim. É Bender Bending Rodriguez


Fry: Porque um robô precisa beber?
Bender: Eu não *preciso* beber, eu posso parar quando quiser!

(Bender tromba com Deus enquanto vaga pelo espaço)
Bender: Eu fui Deus uma vez.
Deus: É eu vi. Você estava indo bem até todo mundo morrer.
Deus: Bender, ser Deus não é fácil. Se você faz demais, as pessoas ficam dependentes de você. E se você não faz nada, elas perdem a esperança. Você precisa ter um toque suave, como um ladrão de cofres ou um batedor de carteira.
Bender: Ou um sujeito que incendeia o bar para pegar o dinheiro do seguro.
Deus: Sim, se ele fizer parecer um acidente elétrico. Se você fizer as coisas direito, as pessoas não terão certeza se você fez alguma coisa mesmo.

Bender: Então você sabe que eu vou fazer alguma coisa mesmo antes de eu fazer?
Deus: Sim.
Bender: E seu eu fizer outra coisa?
Deus: Bom, aí eu não sei.

Bender: O jogo acabou seus imbecis! Eu tenho toda a grana. Comparem suas vidas com a minha e então cometam suicídio.

Bender dando lição de moral: E então faço só uma pergunta: Você já tentou simplesmente desligar a TV, sentar com seus filhos e dar uns tapas neles?