22 de set de 2006

Sweet as sweet can be

Prometo para o bem das pessoas que convivem comigo que, a partir de hoje, serei uma menina legal. Tentarei com a força de cada célula do meu corpo a ser paciente e calma. Vou ser doce. Docinha, meiga, fofa. Cúti-Cúti. As pessoas que trabalham comigo não vão mais comentar "eu tenho medo da Sarah". Porque eu sei que eles tem.

"Eu tenho medo de você" veio me dizer a pequena assistente de arte do escritório. "Medo de quê?" eu perguntei. Assim que desferi minhas palavras, ela saiu correndo para o banheiro, chorando copiosamente, tremendo feito vara verde e suando frio. Será que foi meu tom de voz? Eu só posso especular.

Não penso em machucá-los (sempre) mas não precisam ter medo de mim. Vejam eu sou legal, sou sim! Ou pelo menos POSSO SER? Posso? Arrã! Eu sei que posso ser super-duper-lecauuuu!
(Lecau, um amiguxinho meu escreve "legal" assim, eu sempre achei cretino, mas agora que mudei, é LECAU!)

Meus instintos psicóticos assassinos estressantemente implicantes são coisas do passado. A partir de AGORA eu sou outra mulé. Uma mulé "serena".

Vou ser calminha, eu sei que consigo. Vou encontrar um refúgio pacato em meu íntimo, e ir para esse lugar toda vez que o mundo me parecer disforme e troncho como uma pintura do Munch.

...

...

...

Tá certo, eu não consigo. Eu sou implicante, okay? Eu tento não ser, mas o mundo é , é, é... PORRA NO MUNDO TEM MUITA GENTE IDIOTA e isso me irrita profundamente, as pessoas fazendo coisas cretinas, falando imbecilidades, sendo vazias, pobres de espírito, ignorantes, medíocres... Dói sabe? DÓI!
Eu tenho que tomar as merdas do mundo e purificá-las na minha cabeça. Para isso eu preciso criticá-las. O mundo precisa de mim! Eu preciso de mim pelo menos.

1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10... Você ainda está aí? desculpe, tive um pequeno ataque, já melhorei viu, eu juro, não vai acontecer de novo.

Hm.

***

Malcom X (eu prefiro o Mr. T)), disse uma coisa interessante certa vez que achei relevante: Pessoas tristes se reencostam nos lugares e choram. Somente as pessoas nervosas (angry people) são capazes de buscar a mudança.

Ou posso citar o próprio Mr. T: I PITY THE FOOL! CUT THAT JIBBA JABBA!