24 de out de 2006

Old Lady Blues

Hoje disseram que eu sou jovem com alma de velha. Só porque eu sabia o significado da palavra "acepipes". Sério. Então me peguei pensando...

Pessoas que têm conhecimento, uma quantidade básica, não digo nada "felomenal" , mas vá lá, que entendem o mundo de um jeito um tanto quanto completo têm, aos olhos dos outros, alma velha. A sabedoria adquiriu ares de "velhice". Experiência e conhecimento, queridos, não é nem nunca será coisa de velho. Ser idiota iliterato não torna você "jovial". Só serve para manter a postura de boçal que parece que as pessoas primam em ter. Sabe aquela pessoa que não lê nada, não se interessa por música de qualidade e não tem a mínima noção do que acontece pelo mundo hoje, e apesar de tudo, crê que tem personalidade? Aí está. Pessoas sem cultura não têm personalidade. Elas têm graus de comportamento, mas nunca chegam a ter um perfil delineado, um dom, uma graça, um "Je ne sais pas ce qui". São, como eu diria, retas. Pessoas retas. Sem graça né?

Portanto, uma pessoa só é verdadeiramente interessante se ela é inteligente? Não sei. As pessoas interessantes que eu conheço e prezo, considero inteligentes (ou ligeiramente inteligentes...ahahahahahah... Uff, eu falo assim porque obviamente sou über virtuosa, caso vocês ainda não tenham notado minha fodisse descomunal...ui uui).

Não preciso dizer que para ser (ou começar a ser) inteligente você não faz muita força. Basta querer entender o que tem à sua volta. Entender, e não simplesmente "ver".

Porque meu bem, olhar é fácil. Difícil é prestar atenção.
_________

PS: E não tenho alma de velha. Minha alma é cheia de coisas, velhas e novas, que eu busco usar de acordo com a necessidade.