15 de jun de 2007

O orgulho do zelador

Descendo pela rua perto de casa, deparei com um prédio chamado "Conjunto Senzala". Nada mais lógico para um prédio comercial cheio de escritórios. Quem nomeia estas coisas?

Bom, como redatora publicitária que sou, posso dizer que já dei nome para prédios. O mais comum, neste caso, é pegar um nome de uma praia famosa, de uma cidade bonita (Mônaco, Barcelona) ou simplesmente inventar alguma coisa em outra língua que pareça chic e habitável.

E não raro, vemos aberrações como "Colossal Towers Business" (em inglês cagado e a coisa tem 4 andares), "Live Green" (hã?) "Life In Itaim" (juro que isso existe). Ou nomes de pessoas que não fazem diferença para quem mora ali. Em Perdizes há o "Edifício Billie Holiday". Eu passei ali outro dia e fiquei olhando e imaginando "mas que porra Billie tem a ver com esse monte de tijolinho à vista e vidro fumê?". Vai entender. Por isso, resolvi fazer uma lista.

Nomes infelizes para empreendimentos imobiliários que provavelmente seriam um fracasso:

Condomínio Ximbinha

Edifício Jodenilson Wanderley

Conjunto Habitacional D'Rodela

Zézim da Cuíca Flat

Jardim dos Bodes

Business Blow Towers

La Villa Borcetta

Maison Bouquette

Residencial Caipira Pirapora

Centro Comercial Guaxinim



Vila do Pan. O nome não é tão apelativo, mas já nasceu com cara de fracasso.