14 de out de 2008

Underwater rock

Nunca fui groupie nessa vida. Nunca mesmo. Apesar de já ter "namoradinho" rapazes de bandas no passado, posso jurar que o fato de estarem em uma banda não contava pontos.

Principalmente porque a maioria deles tinha banda "cover do péarjem".

Sou groupie de uma guitarra, especificamente. Onde ela aparece, lá estou eu para apreciar. A tal guitarra me encanta, me atrai, me deixa digamos, excitada. Como ser groupie de um instrumento? Basta olhar alguém o tocar, dedilhar suas cordas, mostrar que sabe manejá-la. Ah...

Bendita seja Fender Jazzmaster! Como especifica a wikipedia (em inglês porque, minhavirgesanta, wikipedia brasileira é depósito sanitário):
As its name indicates, it was initially marketed at jazz guitarists but was more commonly played by surf rock guitarists in the early 1960s.

Preciso comentar que sou viciadinha em surf rock? Nah. Nunca surfei na vida, nem tenho pretensões de me jogar nas ondas do mar, a não ser que seja bêbada na praia berrando alguma coisa desconexa.

Surf a parte, como mostrar meu amor por um instrumento sem mostrá-lo em funcionamento?



Os pelinhos da nuca estão eriçados!



Essa cor de guitarra acima foi nomeada de Surf Green. Óbvio.

E uma de minhas bandas favoritas Tielman Brothers (formada por filipinos roqueiros!). Seu guitarrista, Andy Tielman, adotou a Fender Jazzmaster em 1961 e nunca mais largou:





Como alguém pode gostar de uma guitarra sem saber tocar? Eu não sei responder, mas sei que essa Fender é uma graça. Se pudesse, dormiria abraçada com ela.