24 de ago de 2009

Incondicional

Bicho pra mim, principalmente os meus, são uma cura pro mau-humor. Não há coisa melhor ue acordar com minhas cachorrinhas em cima de mim, pedindo carinho (e comida) assim que o sol nasce. Ou quando chego cansada do trabalho ou de viagem, me recebem com uma alegria desesperada. Deitam no meu colo, dormem, roncam, sonham.

Lola Maria em um momento de introspecção


Deborah Harry, em um momento de fofofização

É amor pra todo lado.

No entanto, ter bicho é responsabilidade. Tem que cuidar, alimentar, vacinar. É gasto sim, mas o afeto que recebemos em troca não tem valor de medida.

E vamos lá, responsabilidade é uma coisa que nem todo mundo tem. Descobri que a maioria do animais que vivem na rua, são abandonados por seus donos. Pensa só, centenas de cães recolhidos semanalmente em São Paulo um dia foram animais de estimação. Não entendo o que passa na cabeça de uma pessoa que do nada abre a porta pra rua e fala pro bicho "Vai! E não volta mais!".

Para conscientizar os proprietários de animais sobre Posse Responsável a Prefeitura de São Paulo lançou um projeto ótimo chamado PROBEM, sediado nesse site aqui. Ali, além de dicas e um teste que verifica se você está apto ou não a ter um bicho, o site também tem um espaço de adoção bem bacana.


Lembrando que todos os animais (gatos e cachorros) que estão ali para adoção passam por avaliação comportamental, são vacinados, vermifugados, castrados, registrados com RGA e também microchipados. Ou seja, são saudáveis e prontos pra receber um novo lar.

Entrem, recomendem e passem pra frente. A causa é mais que nobre.