12 de ago de 2009

Láiti

Fui comprar pão e frios ontem no mercado.

Lá estava eu em busca dos elementos saborosos para montar um sanduíche. Eu nem sou muito exigente. Gosto de pão sem casca, presunto gordo e queijo (requeijão no meio). Fui até a seção de pães. 128 tipos diferentes. Desses, 126 eram LIGHT. Okay, quero um pão normal, não light. Cadê?
Vasculhei aquela montanha de pães de cereais, zero trans, de linhaça, de papelão, de algodão colhido por monges da Antuérpia. Achei, enfiado no canto, o pão sem casca NORMAL que eu comi a vida toda.
Lá vou eu para os frios. Oi, 200 gramas de presunto gordo? "Num tem". Cumé? É blanquet de perú, perú defumado, coisa rosa clara sem gosto. Quero presunto com capa de gordura, OI GURDUUURA!?

Num tem, sua mulé sem ética e amor pela vida.

Opa peralá, eu tenho muito amor à vida. Tanto que aprecio vivê-la saboreando o prazer de um presunto com capa de gordura. E uma cerveja gelada. Quer amor maior do que esse?

Porra, vai abraçar um brócoli.