30 de out de 2002

O tempo tá passando muito rápido. Pelo menos é a minha impressão. De qualquer forma estes dias não deu para entrar em contato com um computador...foda. Mas hoje, que eu vim pra faculdade estou aqui, escrevendo em um computador azul...
O meu final de semana se resume em sexta: Balada torta em boate bufada de gentinha tosca; Sábado: Àlcool com os amigos jogando playstation 2; Domingo: Votar no Lula e depois ficar assistindo "Fanthásdigo". E só. De segunda pra cá só na miúda. Dorme aqui, come ali, e tals.
Amanhã estarei iniciando um trabalho interessante: Entregar amostras de condicionador, usando uma roupinha ridícula, pelas ruas da cidade. Serei promoter da Wellaton. 50 reais por dia meus queridos...como diria Old Man "Piú Facile" hahahaha estarei fazendo isso por quatro diaas, 200 reais, ai isso é bom demais.
E o mundo do entretenimento infantil está perdido....aquele progaminha da XuXa é horrível...o Sítio do Pica Pau Amarelo até é bonitinho...o Tio Barnabé é um ator que trabalhava naquele "Bambalalão" da tv cultura. Aquele era um programa mal feito mas muito educativo. Eu só não gostava daquele palhaço noiado, alguém lembra dele? O cara era um maníaco. Além do que eu odeio palhaço. Bozo, carequinha, qualquer palhaço. Tenho pavor. Quem foi o retardado que inventou o palhaço? Meu, um ser humano com uma pintura macabra na cara fazendo coisas imbecis e sem graça não agrada as crianças. Quando eu estou andando na rua e vejo algum palhaço fazendo graça em frente à alguma loja ou coisa parecida eu volto pra trás e faço outro caminho. Bicho macabro. O halloween mais assustador seria aquele que os palhaços invadiriam o mundo. Pra sempre. Eu prefiro ter meu cérebro comido por zumbis do que ficar no mesmo lugar que um palhaço. Eles deveriam ser abolidos da face da Terra. Bando de pervertidos. Vou criar o movimento "MATEM OS PALHAÇOS". Eles são criaturas enviadas do inferno, para amaldiçoar a humanidade e matar as crianças, bebendo seu sangue em rituais satânicos. AHHHHHHHH
Tá bom, eu exagerei um pouco, confesso. Mas continuo odiando palhaços. Pro resto da vida.