8 de out de 2004

Anula ou não anula?

Ontem pude assistir um debate com os dois candidatos à prefeito desta cidade. Que merda.

Além do programa demorar horas para acabar, faltar dinamismo, o entrevistador (o Sr. Kajuru) ter os olhos extremamente estrábicos (leia-se vesgo), uma platéia bizarríssima sentada em degrais com 10 cm de largura (haja bunda para aguentar) nada se compara à estranheza que os dois candidatos causam a qualquer telespectador humano e não humano (sim, minha cachorra ficou estranhamente perturbada ao ouvir a estridente voz do candidato mamífero conhecido como Baleia).

O candidato mais conhecido como Welson Gasparini, em muito se assemelha com o Mun-Rá do Thundercats. Imagine um Mun-Rá com tratamento para clareamento dos dentes. Esse é Welson. No início de sua carreira, Welson parecia o Dr. Spock da enterprise. Agora, um pouco mais corrompido pela vida política, parece um ancião gagá com discursos intermináveis, sempre repetindo "Graças a Deus". Pois sim, ele pertence à coligação cristã. Ah, se ele tivesse a lógica de Dr. Spock eu votaria nele. Mas não tem.

Já o menino Baleia, com suas marcas de acne recém tratadas, com seus 32 anos e olhar de alce acuado por um caçador, não me engana. Aquela voz (ah, meu bem não adianta frequentar fonoaudióloga, os hormônios encheram a cara dele de espinhas e afinaram sua voz), indescrítivel, irritante, gaguejante, e que fica terrívelmente pior com o sotaque "sou caipira burguês" que ele tem. A boca dele mexe feito ostra, os dedinhos gordos apontam para os lados sem parar. O Baleia de baleia não tem nada. Não é grande, não solta àgua por um orifício no topo da cabeça e não se alimenta de plâncton. Só se assemelha com uma pelo fato de ter incrível capacidade de encalhar. E não precisa de mar raso não, ele encalha em oceanos abissais. Disso eu tenho certeza. E talvez o tom de voz dele lembre ao gritos estridentes que as baleias fazem para se comunicar.

Veremos o que o povo desta cidade escolherá. Um reflexo da vontade popular.
Mun-Rá ou Baleia Estridente?