29 de abr de 2005

REPORT


Anteontem (eu odeio essa palavra) quase atropelei um velho. Na verdade o velho nem notou que estava para ser morto já que devia ter ingerido mais de 3 litros de pinga da braba. Ele pulou na frente do carro se chacoalhando...e eu ali...olhei pro tiozinho e pensei "é eu sabia que um dia eu ainda matava alguém"... mas consegui desviar a tempo.

O que teria acontecido caso eu não desviasse?

Cena 1 - Capô do carro ensanguentado, eu sentada no meio fio, chorando segurando um pedaço do intestino do Vovô Cachaça e dizendo "Porquê Meu Deus porquê?". E fico deprimida pro resto da vida.

Cena 2 - Depois de passar por cima do Garoto Propaganda da Jamel de 1975, eu saio cantando pneu e passo a acreditar que sou uma máquina assassina programada para matar as pessoas desesperançosas com a vida. E atropelo o guardador de carro da churrascaria logo em frente.

Cena 3 - Após levar o Sr Fígado Bombástico à óbito eu entro em choque com minha própria existência e passo a me chamar Aynunmbanba e vou morar em Alto Paraíso.

Pois é...os futuros paralelos que a vida pode ter...