1 de set de 2005


Dodge Call


O Diabo viu uma brecha na cortina de proteção divina. O vão estava ali, entre linhas de fibra ótica. Eis que pegou seu dicionário de gerúndios e roteirizou sua mais nova maldição: TELEMARKETING.

Eu, particularmente, faço um esforço sobre-humano para não ser grosseira e mandar o infeliz que tirou da mesa em pleno horário de almoço, à merda. Eu sei que ele tem um emprego ruim, ganha pouco, tem que alcançar metas de venda e que, apesar de tudo, ainda é um ser humano. Pois eu tento ser no mínimo inusitada. Busco trazer ao dia daquele sujeito, que está preso em um cubículo de fórmica, cercado por outras dezenas de pessoas iguais a ele, um pouco de alegria. Ou emoção. Ou qualquer merda que não me faça ouvir o sujeito falar em gerúndio durante 30 minutos da minha vida. Aqui seguem algumas de minhas mais utilizadas maneiras de esquivar-me desta infame e incômoda prática publicitária:



1) AA

- Alô?
- Poderia estar falando com a Sra. Sarah?
- Sou eu.
- Sra. Sarah, meu nome é Jussiomara Trevisan, eu estou entrando em contato, para estar oferecendo à senhora, devido ao ótimo relacionamento que a senhora está tendo com o seu banco, o novo cartão...
-Uhn...uhn....uhn....
-Alô? Sra. Sarah?
-Aehhhhhhhhh! Uhn.
- Alô? A Senhora vai estar recebendo o cartão em casa...
- Jussiomara? A senhora pode me ajudar?
- Claro Sra. Sarah!
- Moça...eu tô bêbada moça. Você fala mas eu não entendo. Eu tô bebendo desde às 10 da manhã. Eu tenho problema com a bebida Jussiomara. Preciso desligar, tô deprimida.
- Sra Sarah? Sobre o cartão, eu posso estar ligando em outra hora?
- Não Jussiomara. Deixa eu beber em paz.
(desliga o telefone)

2) De leve

- Alô?
- Poderia estar falando com a Sra. Sarah?
- Pode! Fala!
- Sra. Sarah, meu nome é Jussiomara Trevisan, eu estou entrando em contato, para estar oferecendo à senhora, devido ao ótimo relacionamento que a senhora está tendo com o seu banco, o novo cartão...
- Oi? Oi? Alô? Olá!
-Alô? Sra Sarah?
- (Finge que está tirando o telefone de alguém...) ALÔ QUEM É?
- Oi, meu nome é Jussiomara do Banco Catatau...
- Você deveria ter vergonha! Ligar na minha casa pra tirar proveito da minha filha!
- A Sra Sarah é sua filha?
- Ela é! Ela tem retardamento! Já recebi 40 cartões de crédito aqui! A menina tem problema na cabeça! E vocês não tem dó? Vão todos à merda! Se ligar aqui de novo eu chamo a polícia! (aí ao fundo faço o som da Sarah berrando e da suposta mãe dando um tapão "cala a boca menina retardada! eu não devia ter tomado Dreher quando estava grávida de você, olha só o que deu!")
(desliga o telefone)

3) Kick the baby!

- Alô?
- Poderia estar falando com a Sra. Sarah?
- Sou eu.
- Sra. Sarah, meu nome é Jussiomara Trevisan, eu estou entrando em contato, para estar oferecendo à senhora, devido ao ótimo relacionamento que a senhora está tendo com o seu banco, o novo cartão...
- (deixo a mulher falar por uns 25 segundos. aí interfiro) Espera. (berrando) Marcelo, menino, você vai cair daí, larga esse cachorro!
- Sra Sarah? A senhora vai estar recebendo o cartão...
- MARCEEELOOO PÁRA COM ISSO, SAI DAÍ! JÁ MANDEI!
- O cartão oferece a vantagem da senhora só estar pagando a parcela...
- AHHHHHHHHHHHHHHHH MEU FILHO CAIU DA JANELA AHHHHHHHHHHHHHH! A CULPA É SUA! (desliga o telefone)

********

Escapar de telemarketing pode ser legal pra você e para o mané que ligou na sua casa. Afinal, ele deve atender tanta gente chata durante o dia! Dê um assunto pra ele comentar com os colegas na hora do break. Para ele nunca mais esquecer. Emocione o coitado. E divirta-se no meio tempo.

Essas histórias que eu contei, eu fiz de verdade. É sério. E foi ótimo.