22 de nov de 2005

Pati derruba barranco

Vamos fazer um trato? Pancadão funk não é Glam, não é legal, não merece estar "in" e eu não acho justo ser obrigada a conviver com esse lixo de música em baladas aleatórias que supostamente deveriam ser bacanas.

Funk é lixo, e fodam-se os lançadores de tendências que acreditam estar fazendo algo muito "modernoso" quando de "inspiram" na pura falta de senso pra qualquer coisa. Eles deveriam se inspirar nos travestis crackeiros de banguelas da baixada, que andam descalças com navalhas enferrujadas e se cortam nos balcões do Mc Dondis 24h, gritando com a boca murcha "me dá um lanxi senão eu me corto todaaa eu tenho aidiiiisssss". Tem coisa mais pancadão que isso?

Agora dá uma checada no supostamente "chic":

Note a tamanca "gramouroza" da cachorra preparada. A minissaia de "crochet" e principalmente o bustiê-sutiã comprado no "varejão da lingerie". Já o "pemba de ouro" usa uma linda bermuda branca com um tênis "by camelot" , usado da forma mais hype: Cadarço amarrado na canela. Show de buela! Agora, prestem atenção no acessório do rapazinho. Isso, olhem ali para a cinturinha do "pseudo-seu boneco". Sim, o que você vê é uma pochete. Uma singela e delicadíssima pochete. Tudo o que os fashionistas recomendam pra você é que você se deixer "pegar pela rabiola, assim, assim" e claro sem esquecer de passar cerol na mão.

Mega hyper hipado hein?