20 de dez de 2005


Fifty Bottles of Rum

Eu compro coisas piratas. Eu pirateio música na net. Sou uma tirana dos mares da falsificação. Eu e meu fiel papagaio (que na verdade é um pombo pintado de verde, com um pedaço de isopor grudado no bico), espalhamos o terror entre os royalties. Simplesmente porque é mais barato. Dependendo da coisa, mil vezes mais barato. Literalmente se estivermos falando de óculos escuros Chanel ("Chenel" ali na esquina).

A coisa falsificada que eu mais compro são jogos de video game. Na verdade, todos meus jogos de playstation2 são falsificados. Meus e de todos os brasileiros que jogam esse console. Simplesmente porque um jogo original custa cerca de 200 reais (existem mais baratos, mas geralmente são as bombas que não vendem, tipo o jogo do rapper 50 cent). Isso mesmo, dozentooos contooos. Nos EUA, o jogo que acabei de adquirir por 15 reais, custa 50 dólares. Isso mesmo. Cerca de 118 reais. E chega no Brasil custando 240 contos. Não compete com meu bolso vazio. Depois os "polissa" chegam aqui, quebrando todas as banquinhas de camelô, destruindo nossa fonte de diversão. E eu aposto que o filhinho deste policial federal joga playstation2 com jogos falsificados.

Logicamente tem um porém. Não se pode confiar em pessoas que fazem coisas ilícitas. Você nunca terá certeza que a porcaria do jogo vai funcionar até chegar em casa. E se não funcionar, esqueça. Pouquíssimos falsificadores "trocam" mercadoria defeituosa. Foi o que me aconteceu este fim de semana. Já que eu estou pobre e sem rumo, resolvi comprar um joguinho de 13 contos para passar minhas horas de solidão e miséria em casa com alguma alegria, mesmo que vinda de um console. DISSE CONSOLE, não CONSOLO.

Chegando em casa, toda alegre e contente, coloquei a coisinha, apertei o o botãzinho e esperei. E nada. Reset. Nada. Reset. Nada. Reset. Nada. Reset (lágrimas nos olhos). Nada. Reset (amaldiçoando o coreano filho de uma jumenta manca que me vendeu essa porra) Nada. E eu com aquela cara de imbecil olhando para uma tela preta.

Ontem, fui olhar na Net sobre o jogo que comprei. Na verdade ele ainde nem foi lançado oficialmente, ou seja, o coreano comedor de arroz azedo me vendeu um DEMO. Mesmo se a porcaria funcionasse, não estaria completo. Isso já é sacanagem. Já que o mané vai lucrar, que diferença faz ele pelo menos TESTAR a porra do jogo pra ver se roda? Testar, socando o dvd lá e vendo se roda. Não demora 30 segundos. Mas eu não fico tão puta, afinal, já sei que é uma das regras de pirataria. Nem tudo são flores.

Uma coisa no mínimo posso dizer. De cada 5 jogos que eu compro em Camelot, um não funciona. Proporção justa para quem está sacaneando um monte de gente.

Hoje comprei 3 jogos. Espero que quando chegar em casa, minha alegria valha por 600 reais economizados.