28 de ago de 2006

Le Coq Sportif

Ontem tive oportunidade de visitar o Parque da Água Branca. Desde que me mudei para cá, não havia conhecido nenhum dos parques de São Paulo.

Pois lá estava eu, 13h da tarde, adentrando os portões.Eis que 3 metros depois uma galinha passou correndo na minha frente. Depois ouvi um galo cantar.
Eu achei estranho, devo confessar.

Então, cerca de 30 galinhas atravessaram meu caminho. Galinhas. De todas as cores formatos e tamanhos. Não eram galinhas selvagens, raras, de espécies exóticas. Eram apenas galinhas. Dezenas delas, circulando por entre as árvores, as pessoas, os bancos de cimento.

As galinhas têm um parque só delas aqui em São Paulo, onde vivem soltas, livres e sorridentes (caso tivessem dentes estariam sorrindo, tenho certeza). Se você quer passar uma tarde inteira observando galinhas correndo, ciscando, cacarejando, tirando uma soneca e disputando pedaços de biscoito com pombas mutantes, vá ao Parque da Água Branca. Programa recomendadíssimo para amantes de galináceas.