11 de jun de 2007

Esse é filho da terra!

Certa vez li aqui uma história interessante. O escritor estava com um grupo de gringos de várias nacionalidads, e para descontrair, resolveram fazer uma lista sobre as celebridades mais famosas de seus países. Ele, enquanto brasileiro, ficou constrangido por em sua lista apenas meia dúzia personalidades, que nem eram tão famosas assim, e a mais famosas, bom, não eram eruditos ou especiais para humanidade. Faltavam grandes pensadores, políticos, cientistas ou personagens míticos.

E ontem, assistindo bobagem na TV com meu respectivo, lembrei de uma das celebridades mais famosas deste país, e que ninguém se lembra que é brasileiro. Muito antes de Pelé, Blanka, Paulo Coelho e da Bündchen, ele já estava nos cinemas de todo mundo, habitando o imaginário das pessoas. Até hoje ele está no Hall de grandes nomes de sua categoria. Ninguém se lembra da nacionalidade desta criatura tão mal compreendida. Mas ele é produto nosso, tanto quanto um bloco de goiabada cascão ou um potinho de bananada.





O Monstro da Lagoa Negra, vulgo Monstro do Pântano. O quê? Você não sabia? Não lembrava? Não tinha consideração?
Quanta ingratidão!
Tal qual Drácula na Transilvânia, A Nessie da Escócia nós temos esse escamoso. O mundo inteiro reconhece a criatura no "Hall dos Monstros Mais Terríveis do Mundo". Vampiros, Lobisomens, Fantasmas, Zumbis e o Monstro do Pântano. E você nem lembrava que o bicho é filho legítimo da Amazônia, nascido e criado lá.
Visto pela primeira vez em 1954 no filme "The Creature From the Black Lagoon", foi sucesso instantâneo da Universal, assim como Frankenstein ou A Múmia, virou ícone do terror mundial. Na película, o monstro é um animal pré histórico que sobreviveu nos fundos dos rios amazônicos, tem o corpo meio humano-meio peixe e se apaixona perdidamente pela namorada do biólogo que o encontra. Um drama romântico ou um filme de terror da melhor qualidade? Você decide.
Eu só sei que agora quando você se esforçar para lembrar de uma celebridade grandiosa e brasileira, esqueça os gols do Pelé, os Magos do Coelho, as poses da Gisele.

Bata no peito e diga "O Monstro do Pântano é Brasileiro!".



A criatura aquática mostra todo seu suinge e sensualidade típica de um brasileiro paquerador. Ah esses amantes latinos...