31 de out de 2007

Eu tenho medo é do nacionalismo

Retirado do site da SOSACI - Sociedade de Observadores de Sacis: Um abaixo assinado para instutuir o dia do Saci :

"Por que “raloins”, duendes e gnomos? Nós, brasileiros, temos nossos próprios mitos, que não ficam nada a dever a esses importados, comerciais, que são usados para anestesiar a auto-estima do nosso povo(...)Por isso, nós, abaixo-assinados, solicitamos ao ministro da Cultura, Gilberto Gil, que abrace esta causa de valorização da cultura popular brasileira, instituindo o 31 de outubro como “Dia do Saci e seus amigos”

31 de outubro é o Halloween. Uma festa "internacional" que mistura várias culturas e lendas de horror do mundo europeu. É comemorada principalmente nos Estados Unidos, e provém de um festival pagão antiquissimo celta, chamado Samhein. De acordo com a cultura celta, este dia é especial porque é quando os humanos conseguem se comunicar com o mundo dos mortos - e rituais de magia, portanto, ficam mais fortes.

Desta data, veio o feriado cristão "Finados", que tem por característica, relembrar os mortos.

Há um sentido natural, a morte no caso, nessa adaptação.

Agora vejamos.

O Saci, em descrição do livro "Folclore Nacional" de Alceu Maynard Araújo:

"Conhecemos três espécies de Saci: trique, saçurá e pererê. O Saci mais encontrado por aqui é o Saci-pererê. É um negrinho de uma perna só, capuz vermelho na cabeça e que, segundo alguns, usa cachimbo, mas eu nunca vi. É comum ouvir-se no mato um “trique”isso é sinal que por ali deve estar um Saci-trique. Ele não é maldoso; gosta só de fazer certas brincadeiras como, por exemplo, amarrar o rabo de animais. O saçurá é um negrinho de olhos vermelhos; o trique é moreninho e com uma perna só; o pererê é um pretinho que, quando quer se esconder, vira um corrupio de vento e desaparece no espaço. Para se apanhar o pererê, atira-se um rosário sobre o corrupio de vento".

Então a tal associação SOSACI quer envolver um "negrinho/moreninho/pretinho/pequeno afro-americano" de uma perna só em uma festa que pretende, relembrar os mortos e brincar, de certa forma, com o medo da morte?

Vejamos. Halloween é uma mistura de idéias que envolve a morte e o medo de morrer como uma coisa que devemos lembrar. O "Dia de los muertos" no méxico tem exatamente o mesmo papel, só que usa elementos diferentes, principalmente as famosas caveiras, para representar "o outro lado". É uma festa bem mexicana, mas a idéia de celebrar os mortos para reforçar a vida não é nacionalista.

Eu não tenho nada contra o boitatá, saci, o curupira, enfim. Deixem os bichos lá nas matas assustando os capiau. Só que eles não tem absolutamente NADA a ver com a idéia primária que o Halloween quer passar. Não são monstros ou criaturas que envolvem a morte. Não precisam enfiar o saci goela abaixo dos brasileiros, com esse nacionalismo inútil e "exótico". Não precisamos ser "exóticos" para sermos brasileiros.

O saci é só um moleque que corre no mato e dá nó em rabo de cavalo. O que ela faz na cidade? Dá nó em escapamento e foge da PM? (com aquele cachimbo, é suspeito de porte de entorpecente). Nós precisamos de uma figura para nos identificar com o mundo dos mortos e isso não é papel de nenhum saci ou curupira.


O que precisamos entender Halloween não tem "ícones imperialistas" e "importados". A abóbora só simboliza a festa porque nascia na determinada época do ano. As bruxas, monstros em geral, não
são necessariamente "americanos", se você olhar, eles vêm do mundo todo. Zumbis, fantasmas, vampiros, múmias, lobisomens, maldições, feitiços, macumbas (quer nacionalizar?Macumba dá medo!), espíritos, brincadeira do copo... São coisas assustadoras que existem espalhadas pelo planeta, absorvidas pelo tempo e incorporadas a uma festa.

Para a festa dos mortos vale relembrar o fantasma do escravo que morreu açoitado na praça no século retrasado, a loira do banheiro, o espírito da menina degolada que aparece na faculdade. Histórias de assombrações fantasmagóricas que existem em todas as cidades do mundo, e não somente nos EUA, entenderam queridos nacionalistas do SOSACI?

Na data, vale o simples troçar da morte. Um dia que não a tememos, mas brincamos com ela.

Desculpe Sacis. Vocês vieram pra festa errada.


Quer um dos nossos pra festa? Eu prefiro convidar a Criatura da Lagoa Negra, um monstro brasileiro, vindo direto da Amazônia. Na boa? Muito mais legal que isso:

CORRAM CRIANÇAS, O SACI ESTÁ VINDO COM SUA PERNINHA SALTITANTE PRONTO PARA... JOGAR VENTO EM VOCÊ!

TENHAM MUITO MEDO!