7 de jan de 2008

My name is Disappointment

Comprei o box de My Name Is Earl e estava toda contente em reavivar a "paixonite" que tive por Jason Lee quando eu era apenas uma pirralha e ele estrelava no filme Mallrats.


Mesmo de bigode, calvo, e vários quilos mais gordo no papel de Earl, ele não deixa de ser um homem atraente. Além de tudo, um ótimo ator, sem vergonha de interpretar um completo loser. O filho dele chama Pilot Inspektor, e isso revela que além de tudo, Jason parece ser completamente desencanado. Foi skatista, tem uma marca de roupas, adora tirar fotos, escreve roteiros, é amigo de Kevin Smith... Enfim, um cara que vale a pena ser fã.


Aí me vem a revelação, como uma bomba, direto da Wikipedia:

Jason é cientologista.

Blé. Perdeu quase todos os pontos comigo. Só não perde todos porque eu adoro a série. Mas acreditar que nós humanos viemos dos aliens do Hubbard? Uó.

O que faz um indivíduo acreditar nisso? A mesma coisa que leva alguém a virar evangélico fervoroso: "um dia minha vida foi uma merda, quase morri de overdose, estava todo cagado e fodido, não sabia o que seria do meu futuro porque meu presente era viver com medo de morrer" Aí larga uma paranóia por outra. Porque deixar de ser louco, meu bem, ninguém deixa.

Escrevi isso ouvindo uma música do Isaac Hayes. Puta compositor, que um dia virou cientologista e chato. Eu tento desassociar religião da capacidade das pessoas serem livres, mas cientologia realmente não dá.