2 de nov de 2008

The dead space

O pai de uma conhecida (que apesar de ser apenas conhecida é muito querida) morreu. O comentário dela: "Meu pai morreu faz uma hora. Na tv, a corrida que ele queria tanto ver". Olha sinto exatamente a mesma coisa em situações de tristeza absurda. Sinto raiva do mundo à minha volta que continua existindo, como se toda a dor que eu sentisse não significasse nada pra mais ninguém. Parece que a dor fica maior ainda. O mundo deveria parar de girar enquanto sentimos tanta dor. Até que concluíssemos "certo, estou bem agora, gira de novo".

Mas ele nunca pára. A dor sim.

Um beijo pra ela. E um pra todos nós.